28 junho 2013

Ativista Gay prova que ninguem nasce homossexual, mas se torna um no Programa do Jô


Luiz Mott, o líder máximo do movimento homossexual no Brasil, reconheceu publicamente, em entrevista ao programa do Jô, que a “homofobia” é oposição à homossexualidade, declarando que a Bíblia é a maior fonte de “homofobia.”
Ele também disse que os ativistas homossexuais precisam dos pais do Brasil, para criarem filhos que se tornarão homossexuais.

Os 7 pecados capitais do deputado Marco Feliciano

Muitas pessoas me perguntam por que o deputado Marco Feliciano é tão odiado pela grande mídia. Creio que há várias razões para isso, mas, para ser sucinto e objetivo, citarei apenas sete pecados capitais que esse parlamentar cometeu.

1. Feliciano foi eleito com "apenas" 212 mil votos, quase duzentos mil a mais que seu maior opositor 
— não me pergunte o nome dele.

2. Ele é evangélico; não é gay; não é simpatizante do movimento LGBT; e, para piorar, é defensor do modelo tradicional de família — essas características o transformam em um fundamentalista religioso, segundo a grande mídia.

3. Nunca participou do Big Brother Brasil
.

4. Declarou-se contrário às propostas defendidas por um certo deputado BBBrasileiro com nome de carro antigo — não me pergunte o nome dele.

5. Aceitou ser indicado e eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados 
— Feliciano foi nomeado sabendo que não tinha os requisitos fundamentais para ocupar esse cargo: apoiar, sem nenhuma restrição, o aborto e qualquer proposta favorável ao ativismo gay.

6. Conseguiu cometer um crime "gravíssimo" — que não existe no Brasil —, o de emitir opinião.

7. Foi um dos mais de quatrocentos deputados que votaram contra a PEC 37.

Ciro Sanches Zibordi

Pastor José Wellington Presidente da CGADB ameaça rachar igreja?


“Se não tiver espaço pra mim, eu racho a igreja no meio”


Nesta semana, li em vários blogs, sites e redes sociais que determinado líder da Igreja Evangélica Assembleia de Deus teria dito: "Se não tiver espaço pra mim, eu racho a igreja no meio". Em razão de eu conhecer muito bem tal líder, surpreendi-me com essa suposta afirmação e resolvi averiguar com diligência os fatos.

Muitos divulgaram a frase em apreço com grande destaque. E vários internautas — evangélicos e não-evangélicos —, no espaço de comentários, não economizaram nos adjetivos e impropérios contra o autor da suposta frase. Entretanto, verifiquei que todas as matérias dizem que "a frase teria sido dita pelo próprio líder, segundo sites e blogs de pastores da Convenção".

Observe: "teria sido dita". Mas onde está a prova de que a frase foi pronunciada? Veja o poder de propagação dos boatos pela grande rede! Alguns disseram que "fulano teria dito", e outros propagaram que "beltranos teriam dito que fulano teria dito". Em seguida, outros afirmaram que "sicranos teriam dito que beltranos teriam dito que fulano teria dito"...

Não estou dizendo que sou contra tal líder ou a favor dele — isso não tem relevância, nesta abordagem. Mas fico impressionado com a capacidade das pessoas de propagarem suposições, invencionices, etc. como se fossem verdades absolutas! E, com isso, caluniam e difamam! Quando Jesus disse: "Não julgueis para que não sejais julgados" (Mt 7.1), referiu-se ao julgamento calunioso ou difamatório. Haja vista Ele mesmo ter afirmado que devemos julgar segundo a reta justiça (Jo 7.24).

Segue-se que julgar segundo a reta justiça é julgar qualquer fato com honestidade, retidão, justiça, etc. Em contraposição, o julgar constante da primeira citação bíblica equivale a caluniar, difamar, julgar de maneira apressada, sem fundamento, propagar suposições como se fossem notícias verdadeiras...

Reflitamos, pois, sobre o nosso papel como cristãos formadores de opinião. E lembremos do que está escrito nas Escrituras, em Romanos 14.10 e 2 Coríntios 5.10, respectivamente: "Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo"; "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal".

Ciro Sanches Zibordi

26 junho 2013

Criança canta na UTI Ressuscita me - Aline Barros - EMOCIONANTE- CONFIRAM!

Criança canta na UTI Ressuscita me - Aline Barros - EMOCIONANTE- CONFIRAM! 
Em abril a cantora mirim Djulieni Thais, moradora da cidade de Curitiba (PR), esteve no Hospital do Idoso Zilda Arns para ministrar aos pacientes da UTI através da música "Ressuscita-me" da cantora Aline Barros.
O vídeo foi postado no perfil de Djulieni no Facebook no dia 7 de abril e já foi compartilhado mais de 26.500 vezes pelos internautas.
A pequena cantora usou sua voz para clamar por cura aos doentes e emocionou os enfermeiros que assistiram sem interromper a manifestação de fé da garota.
Entre os comentários sobre o vídeo encontramos o depoimento de um internauta que louva a Deus pelos pais que incentivam Djulieni a usar seu dom para falar aos necessitados.
"Parabéns pro papai e pra mamãe por incentivarem e se dedicarem a investir em seu talento e seu dom que com certeza absoluta foi Deus que te deu", escreveu Anderson Moogen.
Seu sucesso nas redes sociais já rendeu críticas por parte das crianças de sua escola, Djuli, como é chamada pelos amigos, relata que é questionada por outras crianças do por que cantar canções "chatas" e religiosas.
Ao respondê-los, a jovem demonstra maturidade e entendimento espiritual. "Sabe, lá na escola meus colegas me perguntam: 'Ai Djuli, por que você só posta coisa de igreja, você cantando aquelas músicas chatas e aquele monte de foto de todo mundo chorando?'. Eu fico triste quando ouço isto, mas me alegro em saber que Deus me escolheu para ser luz em meio as trevas! Se eu postasse as mesmas coisas que eles gostam, eu não estaria sendo o sal da terra! Que o meu Deus faça a obra naqueles corações".